face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Sede de Têmis


É um misto de vingança...
ódio e desgosto...
uma vontade de justiça,
tão grande que não vejo outra razão do meu sangue pulsar...

Ele permanece em silêncio...
isso é só meu controle,
pois não se pode fazer o que se quér...
e o que quero e posso pra mim não tem gosto...
...é chato...

O que eu mais queria era fazer do seu sonho pesadelo,
da roupa quente um novelo,
queria te matar por maldade...

Mas ao mesmo tempo tenho misericórdia,
mesmo tu sendo uma escória,
engulo seco e sigo a vida,
vida que sem minha permissão tu me deu,
vida que por pouco não viro ateu,
e me mergulhasse na frieza que agora é só minha,
e nessa rinha de bem e de mal estou eu,
queria as vezes ser nazista,
outras vezes ser judeu...
Mas felinfelizmente sou eu,
esse poço de incompreensão,
esse bolo de razão,
dor e solidão...

Sou Têmis em pessoa,
corpo e profissão...
e ainda procuro um jeito de te macerar,
dilacerar...
mas sendo cego...
é dificil esse sonho realizar.
Esquive!
Até que eu venha a te encontrar,
ou que apareça uma parede...

Aí sim a justiça dessa porra de mundo vai me escutar.
E minha existencia enfim será de serventia.
Te cuspirei minha agonia,
e lancinarei a dor que convivo a cada dia,
te farei minha obra prima...
assim como tu me matasse ainda jovem...
Ainda criança e com sentimentos nobres...

Agora sou só nojo,
dor,
sede e sangue.


David Weydson

Nenhum comentário:

Postar um comentário