face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

sábado, 14 de maio de 2011

Sem Título [3]

Não conheço nem Deus nem o diabo,
só quero um pedaço de trapo para jogar na brisa,
e fazer com que minha sina vire melodia,
e em meus dias vagos,
veja minha visão distorcida nos carros,
e que meus gritos se transformem em buzinas...
que me seduzam as ondinas com seus cantos aguados,
e que eu fique acuado até que me roubem um beijo...
um beijo e a vida,
pois é nessas armadilhas que mora o perigo de gostar do proibido,
é no espelho de Narciso que deposito minhas juras,
e que ele nunca se esqueça,
lembre sempre e obedeça aos meus dias ordenados...
Fique nua num estrado,
numa praia Caribenha...
e nessas rimas estranhas,
teça uma música porteña...

E que tudo acabe no vinho...

Nenhum comentário:

Postar um comentário