face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Versos Intimos


Queria saber onde foi parar aquela criança pura que era eu,
aquele menino que sorria e nem sabia que o melhor era seu,
que tinha dentes de leite e janelinhas,
porta... campaínha...

Os que me procuram não vão achar,
estou perdido em meus pensamentos,
em meus devaneios e temendo meu futuro
( pra variar )

Estou sem ninguém para me importar,
todos a me importunar...
raiva...
desprezo...
vontade de matar...

Matando o passado...
o que era pano agora é trapo,
e não tem mais valor...
vamos supor que um dia existiu,
e agora?

Loucos se afogando,
sorrisos maus desabrochando,
medo de ser o que estou a me tornar...
medo de um dia sair do ar,
deixar de escrever,
de sentir e de ver o mundo em que vivo...

Sabe...
De verdade...
as vezes nem sei por que escrevo...
talvez seja para me entender melhor,
colocar pra fora meu veneno diário...
E fica aqui o meu escarro.

Sigam...


David Weydson

2 comentários:

  1. Oi... Muito Obrigado Aline... seja sempre bem vinda, puxe seu banquinho e um momento que eu vou preparar o chá... ^^

    ResponderExcluir