face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

domingo, 15 de janeiro de 2012

Toque do Vento



Sonhei brincando no vento,
pois ventava no que era real,
acordei antes e dormi depois,
ventava...
ventava nos dois.

Tive vontade de vento virar,
pra quem sabe um dia acariciar o mar,
ser tudo de todo mundo,
mas não obedecer ninguém...

O mais perto de vento que chego é tudo que tenho dentro de mim,
sei que ele me entende...
personifico quase tudo,
e pra mim,
tudo é gente.

Converso com estrelas,
sou eterno amante da brisa,
sorrio para lua,
observo de modo humano a rua.

Brinco de ser louco,
e me perco na insanidade,
talvez brinque de ser são...
mas nada disso interferirá.

Não sei por que razão tu leitor me lê...
é curiosidade das minhas páginas de vida?
Será que me ama,
sem ao menos me ver?

Saiba que antes de me amar,
eu já te vi,
te levei pra cama,
te amei no mar,
te toquei onde nunca vais tocar.

Já me separei,
pois estou para acabar,
e deixei meu toque rápido em você,
pois soprei em você
meu ar.


David Weydson

Nenhum comentário:

Postar um comentário