face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Âmbar

Quando o peito encomodar,
e o sorriso deixar a face,
faz de conta que tudo é de mentira,
e nessa ironia segue,
segue a vida antes que ela te amargue,
pois com ela não existe bondade,
é tudo conquistado com sangue, tempo e suor
E se procuras o prestígio,
depois de anos acharão os vestígios de uma vida acabada,
cheia de promessas marcadas,
riscadas pela desistencia...
pode ser antes do que tu pensas,
mas no fim só fica a vontade de ficar.
e com medo procura o ar que te era abundante,
nem um sopro insignificante pra seus pulmões denovo inflar,
é o fim...
é o fim...

mais uma vida virou lembrança sofrida,
de uma sofrida corrida atrás de nada.

humanos pulando,
tentando se agarrar em seus planos,
sofrendo os danos,
e sendo ceifados.

Quem sabe com os anos,
tudo vire âmbar,
e seja âmago cristalino,
sorrisos vertidos,
sofridos...
pendurados em um pescoço fútil,
para a maldição continuar...


David Weydson

Nenhum comentário:

Postar um comentário