face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Alfa Centauri



Há tanta gente no mundo que por ser tão urbano esqueço,
há outro mundo além das linhas de ônibus que posso pegar,
dos mapas que posso com o meu cursor passar...

Esqueço que há vida e beleza em outros cantos remotos,
pretos e brancos com toda sorte de comidas,
todos seguindo suas sinas,
e eu por ser miseravelmente narcisista,
esqueço que nas rodas caipiras também há artistas.

Sabe...

Invejo as estrelas...
pois elas lá de cima viram e iluminaram a humanidade,
seguiram dia e noite a passagem de tantas vidas,
da simplicidade extrema e absoluta,
até à arrogância totalmente bruta.

Viram paz e viram guerra,
nascimentos e mortes...

E continuaram a nos iluminar...
uns eram totalmente apaixonados por seu brilho,
outros que nunca o viram...

E aqui está um que escreve e fala como se elas fossem vivas...

Creio numa vida além...
uma vida em etapas,
animais são todos explícitos,
correm e gritam suas existências...
Estrelas e a terra respiram, mas poucos reparam em seus movimentos,

Mas os sussurros do celeste eu sinto,
e não minto...
as invejo.

Parece que depois de tanto observar,
milênios passando vocês se cansaram,
e umas brilham só tédio que é totalmente captado por mim...
mas quem sabe assim,
em meus momentos de iluminação,
seja mais estrela que humano,
mais divino que ariano ou africano,
eu prefiro ser o limo de seus pensamentos que pararam de correr.

Alvorecer,
entardecer,
amanhecer,
anoitecer...

Para as estrelas não importam...
só adivinham brincam de percorrer com o olhar o vento,
contar as ondas do dia...

E quem sabe... alguma esteja soprando sua brisa fria à entrar por minha janela,
pois dita meus pensamentos nesse ar que tanto gosto e tanto é frio.

As nuvens cobrem mas elas me sentem,
e transcendem suas bençãos cristalizadas,
seu brilho de opala,
e seu sorriso de alma...

Em meus olhos há um pouco de estrelas,
mas logo me é cobrado,
a vida vem e cobra seu valor,
levando meu vento e calor,
e volto novamente à ser estrela.


David Weydson

Nenhum comentário:

Postar um comentário