face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Invídia

(falta editar)


(Toc Toc)

Olá, se não tenho o infeliz desprazer de te receber novamente dona inveja...
Já me acostumei com sua presença,
Entra, sei que você ia entrar de qualquer forma...
Puxe uma cadeira e se sente comigo...

Nossa, tinha esquecido de como você é feia,
magricela... parece frágil,
mas não morre tão cedo né sua maldita?!

E com esse seu jeito de pedinte,
arrancas piedade de tantos,
mas abrindo sua maldita boca contamina o ambiente,
como a serpente que contaminou a terra e o jardim,
assim tu maculastes a mim.

Maldita!
MALDITA!

Sim...
Ouvirei o que tens de falar,
sei que minhas opções são poucas.

(Depois de todo falatório da visita faço minhas considerações)

Você só diz isso porque não vê a bondade do mundo...
As pessoas merecem seus momentos de alívio,
pois tentam fazer a vida uma das outras melhor...
São bons ouvintes,
aprendem com aqueles que vivem apenas de ensinar e sentem compaixão,
curam chagas dos seus,
medicam uns aos outros para prolongar a vida,
eles acreditam que todos merecem viver.

Ao invés de me fazer sofrer,
deverias tu me fazer amar,
apresentar ao que ainda não conheço,
que venham a gostar do meu jeito,
e me fazer mudar...

Mudar pra feliz,
pra amado,
e que uma vez empenhado assim venha a continuar.
Sinto falta de mentes das quais venha provar,
sinto falta de mim,
e assim...
ainda fico a te esperar...

Quem és ainda não sei...
só sei que chegarás...

Um dia.


Apolo Castro


Nenhum comentário:

Postar um comentário