face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Diálogo do tempo e do vento

Olhos secos, mãos fracas e trêmulas, tendo que levar tanto com movimentos tão minguados, curtos, fracos e pobres...

Eu: "O que é isso?
Estou envelhecendo?
Quem toma meu corpo agora?"

(Depois de um longo silêncio)

Tempo: "O tempo... (sobe os olhos)
o mesmo que seca as pétalas vívidas das flores,
que apaga o sol e que traz a sequidão à terra"

Eu: "Por que me visitas?"

Tempo: "Chegou sua aula de paciência"

 Eu: "Mas... mas eu quero amar rápido, intensamente"

 Tempo: "Mas ainda não é tempo... é tempo de espera, de cozinhar tudo em fogo brando, por dias"

 Eu: "Que assim seja"
(respiração longa, olhos caem, ombros pra frente, curvos, sentado em uma cadeira)

 Tempo: "E assim será"


????????????




Nenhum comentário:

Postar um comentário