face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

sábado, 28 de março de 2015

Tragédia Grega

Meus olhos se acendem e da boca verte o futuro,
em forma cantada os vapores de além contaminam minhas palavras,
falo de forma que não entendem,
a alma se prepara.

"E um santeiro milagreiro prevê a dor de terceiros,
dizendo que a vida é feita de ilusão"

"Que não largo o cigarro e dirijo meu carro, correndo chegando no mesmo lugar (...) E a razão porque vivo esses dias banais, é porque ando triste, ando triste demais."

Exteriorizo minha dor,
pelo menos em um único endereço,
pois esse mundo faz parte de mim,
não falo... engulo,
e se preciso dizer enigmatizo,
a ponto de que só venha eu a sofrer de forma plena.

Mas é a vida...
Isso é o meu novo mantra

O dia acordou com ar de Stravinsky,
tanta confusão me acalma,
me sinto no meio do mundo...
ou de minha própria cabeça.

Espero não precisar me confessar,
mas sinto o cheiro da hóstia,
do vinho do sangue macerado pelos pés,
Sinto um problema maior do que eu chegando a mim,
prevejo,
não quero, mas o sinto,
como amaldiçoado me conduzo ao abate.


David

Nenhum comentário:

Postar um comentário