face de david- michelangelo

face de david- michelangelo
A face seca cede à curiosidade que entorpece os sentidos, focando o vívido olhar ao longe até se perder nas brumas de seus pensamentos distantes

domingo, 1 de novembro de 2015

Desconstrução Etapa I

É estranho acordar sempre sozinho,
o nó da garganta é constante,
sempre digo estar bem,
mas o peito é sempre prestes a desmoronar...
Lágrimas que limpariam minha alma nunca vêm,
e a agonia só continua,
é estranho não acordar mais com um sorriso despertando,
quando a porta do meu quarto é aberta de forma discreta.

O fim dos ciclos são sempre estranhos,
por mais que a mente saiba se comportar o coração é medroso,
os passos não se firmam no futuro,
o passado é mais palpável.

Mas eu lembro claramente que maior dor,
é não amar...
agradeço a dor de hoje,
pois tive coragem...
me desarmei e me armo agora,
como meu primeiro poema...

Eu sinto dor aos poucos,
por que no início não acredito,
aos poucos a realidade mostra sua face,
e os dias cor-de-rosa vão se esvaindo...

Estou por minha conta novamente,
me acostumei em andar em par,
mas a vida é assim mesmo,
vou me acostumar...

A gente fica mal acostumado,
pela vida se tornar mais fácil,
pelos dias serem doces,
mas sempre sei,
que o normal deles é amargo.



Davi...d

Nenhum comentário:

Postar um comentário